(51)3462-4800 protocolo@camaracanoas.rs.gov.br
menu
Quarta-feira, 25 de novembro de 2020
Notícias

Sessão Ordinária de 03/11 – Projetos de Lei Aprovados


Data: 3 de novembro de 2020
Crédito: Assessoria de Imprensa
Fotos: Aline Cruz


PROJETO DE LEI - LEGISLATIVO Nº 000068/2020 de autoria do Vereador Eric Douglas Dorneles Feijó (PTB). Denomina Rua 01 - Inicia no limite sul do Loteamento Arcoverde no bairro Estância Velha, seguindo no sentido norte com a extensão de 250m, finalizando na Avenida Boqueirão, como Rua Rosinha dos Santos Cardoso. Nascida em 01 de fevereiro de 1952, natural de Santo Antônio da Patrulha, morou em Canoas por 41 anos, líder comunitária, deixou uma família linda, e uma história de respeito e dedicação ao nosso Município. Rosinha dos Santos Cardoso, mãe de família e exemplo de cidadã, partiu aos 64 anos, no dia 13 de novembro de 2016, mãe de Edemir dos Santos Cardoso e Evair dos Santos Cardoso.

Rosinha sempre fora atuante na comunidade local, em sua trajetória reivindicou o asfaltamento e colocação da rede de esgoto para o Beco de Servidão de seu bairro, lutou também para abertura da travessa que ligaria a Rua Alcídes Sabedot a Rua Olávo Fernandes beneficiando a população tanto escolar como os trabalhadores que pegavam ônibus na Rua Alexandre de Gusmão, sendo essas, algumas de suas lutas pela comunidade.

Rosinha, deixou um legado de trabalho e sucesso para seus famíliares e para nosso Município e merece o reconhecimento dessa Casa Legislativa.

PROJETO DE LEI - LEGISLATIVO Nº 000078/2020 de autoria do Veredor dario Francisco da Silveira (PDT). Denomina a Rua 1 do Loteamento Canoas Minha Terra I, divide-se em dois segmentos, o primeiro inicia na Rua Roberto Francisco Behrens em sentido Noroeste, o segundo seguindo no sentido Oeste, com a extensão de aproximadamente 338 metros, Rua Mário Luiz Finkler. Nascido em 22 de agosto de 1939, filho de Júlio Finkler Primo e Elizabete Maria Finkler, casado com Ignêz Cauduro Finkler, pai de cinco filhos, César; Paulo Ricardo; Evandro; Emerson e Rodrigo. Mário era morador do mesmo local no Mato Grande desde então, situado hoje na rua que leva o nome da sua mãe ao número 820. Destacado em sua vida pelas batalhas travadas a favor do produtor rural, sendo reconhecido em 1994 pelo Instituto de Ciências Jurídicas e Sociais, como Comendador, dado ao fato de sua vida ser dedicada a classe. Também em 2011, reconhecido, pós morte, na CEASA/RS, onde nomeia o pavilhão do produtor "PEDRA", sempre ativo nas questões relativas ao bairro e um dos primeiros registros no cartório de CANOAS, pois Júlio Finkler seu pai foi da comissão emancipadora e também da primeira Câmara de Vereadores do Município e quando trouxeram o cartório, registrou o Mário.

Homem de muita seriedade, Mário era reconhecido por sempre auxiliar quem conseguia. Honesto e trabalhador, aos 12 anos de idade, foi o pioneiro na chácara que até hoje existe no Mato Grande no endereço que residiu.

Liderança e referência na cidade, desde sempre buscou para o bairro as condições que achava necessária, de conversar com os chacreiros para abrir a rua, pois antes só existiam caminhos para carroças e de difícil acesso, rua essa que hoje leva o nome de sua mãe.

Mário faleceu dia 8 de outubro de 2009, teria a idade de Canoas. A família de Mário agradece a homenagem.




topo