(51)3462-4800 protocolo@camaracanoas.rs.gov.br
menu
Segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
Notícias

CÂMARA DE CANOAS RECEBE O PRIMEIRO ENCONTRO DO PARLAMENTO METROPOLITANO DE PROTEÇÃO, DIREITO E BEM-ESTAR ANIMAL


Data: 25 de outubro de 2021
Crédito: Felipe Figueiró / Assessoria CMC
Fotos: Felipe Figueiró

Na manhã do último sábado, 23, a Câmara Municipal de Canoas recebeu o primeiro encontro do Parlamento Metropolitano de Proteção, Direito e Bem-estar Animal. O encontro, que tem como principal objetivo a discussão de políticas públicas para a causa animal a nível estadual, contou com a presença de 17 vereadores atuantes na pautas dos animais, representando 16 municípios. Representando o poder executivo de Canoas, o evento contou com a presença do Secretário Extraordinário dos Direitos dos Animais, Gabriel Gonçalves, que trouxe os avanços da pasta na atual gestão.

Durante o encontro, também foi eleita a mesa diretora do parlamento, composta por Cris Moraes (PV), de Canoas, como Presidente; Nilse Maria (MDB), de São Sebastião do Caí, como Vice-presidente; Dirceu Linden (PDB), de Igrejinha, como 1º Secretário, Greici Medina (PSD), de Sapiranga, como Secretária Geral; Veridiana Pacheco (PRTB), de Sapucaia, como Secretária de Relações Institucionais e Luirce Paz (PL), de Cruz Alta, como Membro Fiscal Convidado.

O  Parlamento Metropolitano de Proteção, Direito e Bem-estar Animal surgiu através da ideia do vereador de Canoas, Cris Moraes (PV), com o intuito de juntar as forças parlamentares da região a fim de, juntos, buscarem avanços para a bandeira defendida. Cris, que foi o segundo vereador mais votado de Canoas em 2020, trabalha na estratégia e montagem do Parlamento desde maio deste ano, reunindo com parlamentares, organizando os eventos e fazendo os contatos políticos para tornar viável este projeto.

Segundo Moraes, “foi uma tarefa árdua tirar da cabeça essa ideia”, afirmou. “Aglutinar ‘protetores-vereadores’ de cidades e partidos diferentes é complicado, mas tudo fica mais fácil quando falamos da causa animail”. “Isso mostra que os animais, de fato, unem as pessoas e, fazer toda essa galera levantar num sábado pela manhã, pegar a estrada e vir aqui contar suas experiências e aprender com as histórias dos colegas, prova isso”, falou o vereador. “Me sinto muito feliz em termos alcançado esse número de cidades, esse número de participantes, isso é muito importante para que, como nós, lutamos pela causa animal há mais de uma década”, conclui Moraes.

O Parlamento, que foi criado através de uma Resolução na Câmara Municipal de Canoas, traz como justificativa que, “nos dias atuais, a prática de agressão aos animais tem sido comprovadamente cada vez mais frequente. Na Região Metropolitana da Grande Porto Alegre, há uma estimativa de que existam 500 mil cães e gatos errantes, ou seja, animais em situação de abandono. E é com base neste número e seu aumento gradativo, que faz-se necessário a criação de um Parlamento Metropolitano de Proteção, Direito e Bem-estar Animal em nossa região”.

Além da troca de experiências entre os parlamentares, também houve a fala da advogada Nicolle Bittencourt, mestranda em Sociologia do Direito na Unilasalle, especialista em Direito Animal pela UNINTER em parceria com a ESMAFE/PR, pesquisadora na área do Direito Animal, Direito Tributário Ambiental e Sociologia do Direito é autora na obra coletiva "Direito Animal: novos rumos para uma nova década".

 

Participaram do evento e fazem parte do conselho fiscal do movimento os seguintes parlamentares: 

Ver. Oliane Santos, de Alvorada;

Ver. Fernando Medeiros, de Cachoeirinha;

Ver. Ale Alves, de Guaíba;

Ver. Jana França, de São Gabriel;

Ver. Brasil Oliveira, de São Leopoldo;

Ver. Débora da Silva, de Santa Rita;

Ver. Humberto de campos, de Triunfo;

Ver. Ana Paula Machado, Montenegro;

Ver. Gilberto Gomes, de Parobé;

Ver. Carmem Fontoura, de Taquara;

Ver. Ieda Maria de Ávila, de Santa Rita;

Ver. Nilse Maria, de São Sebastião do Caí;

Ver. Fabiane Pereira, de São Lorenço do Sul.




topo