menu
Segunda-feira, 3 de outubro de 2022
Notícias

Votações da sessão ordinária de 05/07


Data: 5 de julho de 2022
Crédito: Felipe Figueiró / Assessoria CMC
Fotos: Bruno Saraiva / Divulgação CMC

A Câmara Municipal de Canoas realizou, na manhã desta terça-feira, 5, sessão ordinária. Houve a votação de projetos e requerimentos do legislativo.

PROJETOS DE LEI E REQUERIMENTOS VOTADOS

 APROVADO  - PROJETO DE LEI DO LEGISLATIVO Nº 14/2022 - Requerimento de autoria do vereador Juares Hoy (PTB). “Denomina a Rua G do Loteamento Jorge Lanner, que inicia na Rua Ivanir José Pagliarini, seguindo no sentido nordeste com a extensão de aproximadamente 155 metros até a Rua Ary Dias Ferreira, Rua Otto Ludwig Hausladen.”.

JUSTIFICATIVA: Otto Ludwig Hausladen nasceu em 03 de Agosto de 1932 em Porto Alegre, no antigo hospital alemão, atual Moinhos de Vento. Viveu 89 anos, sempre em Canoas. Seus pais, ambos alemães, emigraram da Baviera, Alemanha. Otto Hausladen, seu pai, chegou ao Brasil em 1926, com 18 anos. Conheceu Maria Elisabeth Maier, casaram e tiveram seu único filho. Otto Ludwig Hausladen teve uma linda história com o Bairro Nossa Senhora das Graças, antiga Chácara Barreto. Criou-se em uma humilde casa, na Rua Gomes Freire de Andrade. Em 1937, seu pai construiu um pequeno armazém de Secos e Molhados, que foi o embrião da Casa Otto. Já em 1952, foi construído o prédio tal como está hoje na esquina da Avenida Farroupilha com a Rua Santa Terezinha. Neste prédio, o comércio se expandiu para uma grande variedade de mercadorias, Ferragens, Confecções, Brinquedos, Bazar e Artigos Escolares. Muitos até hoje se lembram da Casa Otto, além de clientes, antigos taxistas ainda lembram como ponto de referência: “a esquina da Casa Otto”. Muitos amigos ele colecionou ao longo dos anos de funcionamento do comércio. Teve sempre a visão de que cliente sempre tem razão e que deveria não ter o cliente apenas uma vez, mas fidelizar o mesmo para que voltassem sempre. Muito metódico e organizado, mantinha seu comércio sempre com muita ordem. Casado com Liria Hausladen, teve cinco filhos, Otto Hausladen Neto (falecido), Ingrid Elisabeth Hausladen, Roberto Ludwig Hausladen , Paulo Henrique Hausladen e Simone Hausladen. Teve sete netos, Renata, Gustavo, Mariana, Murilo, Oliver, Mateus e Davi e dois bisnetos, Leonardo e Marina. Empenhado na comunidade do bairro Chácara Barreto, hoje Nossa Senhora das Graças, ajudou na construção do Colégio Espírito Santo, doando tijolos. Participou ativamente na fundação da igreja Nossa Sra. das Graças. Foi ele inclusive quem buscou de carro o arcebispo Dom Vicente Scherer para a inauguração da igreja, visto que o seu pai era um dos poucos proprietários de automóvel na época no bairro. Ao longo dos anos foi um assíduo frequentador da paróquia fazendo jus ao seu catolicismo praticante. A Casa Otto, encerrou as atividades em 31 de Dezembro de 1983. Durante todo o período, seu Otto, colecionou amigos, sendo uma referência no bairro e até mesmo para a cidade de Canoas. Otto Ludwig Hausladen faleceu em 10 de Outubro de 2021 e merece o reconhecimento desta Cidade e Desta Casa Legislativa.

.

 APROVADO  - REQUERIMENTO Nº 167/2022 - Requerimento de autoria dos vereadores Cris Moraes (PV) e Bamberg (Progressistas). “Solicita a criação de uma Comissão Especial para acompanhamento da implantação dos Projetos do Parque Fazenda Guajuviras e Parque do Rio Gravataí no âmbito do município de Canoas.".

JUSTIFICATIVA: Solicitamos a criação desta Comissão Especial no intuito de acompanhar a implantação dos Parques Fazenda Guajuviras e Parque Rio Gravataí dentro do Município de Canoas, de modo a contribuir com a minimização dos impactos ambientais e acompanhar de modo efetivo a estruturação e implantação destes Projetos no município de Canoas. Contribuindo através de opiniões, inclusive, trazidas pela sociedade civil de modo organizado para o andamento e consolidação deste Projeto Ambiental que integra o Programa Municipal de Arborização Urbana, de tamanha relevância para integração à nossa sociedade, futuro das cidades e conservação do meio ambiente onde vivemos e pretendemos deixar para as gerações futuras.

.

 APROVADO  - REQUERIMENTO Nº 173/2022 - Requerimento de autoria do vereador Juares Hoy (PTB). “Votos de Louvor à Delegada Karoline Plocharski Calegari, responsável pela Delegacia de Guaíba, e a sua equipe que coordenaram a Operação Dominó, operação responsável por desarticular organização criminosa.".

JUSTIFICATIVA: A intenção deste requerimento é de homenagear o trabalho destes policiais, os inspetores Maiquel das Neves Bento, Alyssa Niara Brites, Bruno Fagundes de Queiroz, Diego Ferreira Nunes, Leonardo Silva de Oliveira, Priscila Bergmann Hoff, Thiago Rosa Ferreira, os escrivães Paulo Ricardo Dorneles da Silva, Milton Ferraz Marques, Selma Cristina Inocente da Silva, Inajair Freitas de Medeiros, Rodrigo Berbigier, Andrei Sucupira Prates da Cunha, lago Botelho da Silva, Jadilson Santana Martins, Fernanda Minuzzi Bergamaschi, Lourenço Biancon, Rubem Edy Thomé Figueiró, pela agilidade, dedicação incondicional da equipe de investigação da Polícia Civil que foram fundamentais para a elucidação dos fatos e prisão dos suspeitos. Após um ano de investigação por parte da Delegacia de Polícia de Guaíba, foi desencadeada a Operação Dominó, visando cumprir nove mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão. A investigação visou desarticular organização criminosa responsável pelo tráfico de drogas no Bairro São Jorge. Durante as investigações, verificou-se que o líder do grupo chegou a negociar explosivos, vindo a acertar a compra de bananas de dinamite, usualmente utilizadas para explodir caixas eletrônicos. Foram presos os nove alvos e apreendidos 4kg de maconha, setecentos reais, uma pistola .9mm, uma espingarda calibre .12 e um revólver calibre .22, munição, e um simulacro de arma de fogo. O signatário requer que seja dada ciência individual deste ato ao Diretor da 2ª DPRM Delegado Mario Souza e à Delegada Karoline Plocharski Calegari e sua equipe, bem como ao Secretário de Segurança Pública do Estado Coronel Vanius Cesar Santarosa e ao Chefe de Polícia Delegado Fábio Motta.




topo